11 de agosto de 2012

Capitulo 35 (parte 1) - "agarrou-me o pulso"



Finalmente chegara o dia da festa! A mãe de Amy ia-me buscar a casa, e depois a minha mãe ia-nos buscar ao cinema, e levar-nos às duas a casa. Como era de esperar, levei séculos a arranjar-me, do tipo, comecei três horas antes da hora da festa. Tomei banho, para ver se os meus caracóis iam ao lugar, meti um pouco de risco os olhos, e umas sobras muito discretas, que mal se notavam. Vesti umas calças pretas e um top rosa a dizer “kiss me” (duplo significado?) , e ainda tive de esperar uns minutos até que os pais de Amy chegassem.

Eles finalmente chegaram e eu sai de casa disparada como uma flecha. Mal entrei no carro, perguntei a Amy se estava bem, e ela adorou! Mas ela também estava linda, como sempre, para minha desgraça… Tinha um tope com flores pequenas, meio castanho, com um casaco amarelo e curto por cima. Vim o caminho todo a imaginar a cena na minha cabeça! Nós no escuro… Ele ia perguntar-me se eu gostava dele, e eu ia-o beijar! E assim, provar que gostava dele. Queria que tudo fosse perfeito, e tudo estava mais do que planeado na minha cabeça.

Finalmente chegámos ao cinema, mas no meio te todos, eu e Amy eramos as únicas raparigas, e só conhecíamos Daniel e Jeff. O resto eram colegas de futebol de Dylan… Quando chegámos, Jeff fez-me um sorriso envergonhado, mas eu não consegui conter-me, e não parava de sorrir… Amy estava quase mais entusiasmada do que eu, então passou o tempo todo até entrar-mos a dar-me cotoveladas, e a mandar bocas, assim como Daniel, que nos estavam a tentar juntar.

Amy, Daniel, Jeff e eu fomos os últimos a entrar para o cinema. Assim ficámos todos sentados ao pé uns dos outros, e com isto, digo, Amy, eu, Jeff e Daniel. Era assim que estávamos sentados, e ainda por cima, nas ultimas filas da sala, onde ninguém nos podia chatear.

O filme começou e Jeff tinha a mão no apoio da cadeira. Queria tanto dar-lhe a mão… Mas não consegui… Não arranjei coragem suficiente… Amy passou a primeira parte do filme a dar-me cotoveladas, e eu dava-lhe de volta. Não conseguia acreditar que aquilo estava a acontecer! E agora que estava a acontecer, parecia que me faltava a coragem, e tudo o que eu tinha planeado, não me “saia”, não conseguia fazer nada. Apenas ficar ali parada a pensar no que podia estar a acontecer se eu tivesse coragem para arriscar…

Foi intervalo, e Amy e eu sai-mos para ir à casa de banho…

-Estás parva?

-Ham… eu também te adoro?

-Sam, o rapaz já disse que gostava de ti! Agora quando é que lhe tencionas dizer? Sinceramente! Vai, arranja coragem de uma vez por todas!

-Achas que é fácil senhora filosofias? As palavras não saem, o que é que queres que eu te faça? Também eu queria ter coragem, mas não consigo… - Já estava a ficar completamente desesperada, e a pensar que o ia perder para sempre!

-Ouve-me bem minha menina! Tu vais entrar naquele cinema, dizeres que também gostas dele, e fazer com que a minha vida ganhe algum interesse, sim?

-Não vale a pena dizer que não, pois não? – Ela disse que não, e eu desisti…

Entrámos no cinema, e Jeff já lá estava com Daniel. Amy mandou-me uma cotovelada gigante, e eu fiquei quase colada ao Jeff, só para me desviar dela… Entretanto a segunda parte do filme começou, e senti Jeff a inclinar-se para mim, e o meu coração parou, literalmente, de bater.

-Sam, afinal tu gostas de mim ou não? – Ele soava triste, e eu não sabia o que ia responder. Na minha cabeça imaginava-me a dar-lhe um beijo, mas não tive coragem de dizer isso…

-Ham… sim… - Respondi mais do que a medo! Ele voltou-me a perguntar, porque não tinha ouvido bem, e eu, feita parva, voltei a responder a mesma coisa. Ele encostou-se para trás na cadeira, e eu só pensava que isso podia ser mau sinal…

Amy perguntou-me, nada discretamente, devo dizer, se eu já lhe tinha dito, e eu, desiludida, disse-lhe que sim. Claro que ela ficou super feliz, mas eu não estava lá muito confiante…

O filme acabou, e eu ia-me a levantar, mas Jeff não deixou, agarrou-me o pulso, e encostou-se ao meu ouvido. O meu coração começou a bater a mil à hora, e não sabia o que ia acontecer, nem como iria reagir...

6 comentários:

  1. ai ai ai o que vai acontecer...? Parte 2 please!

    ResponderEliminar
  2. Ohn que fofo *o*
    (ja tou a ver q gostas de dar muito suspense g.g ) xd
    QUando postas o proximo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho tido tempo para ir a net :c mas agora cheguei a casa e já devo conseguir :)

      Eliminar
  3. Rainha linda, não me deixes nesta curiosidade! Podes publicar o próximo depressa sff? *-*
    Ahah, amei. Essa timidez ia dando cabo de tudo, mas parece que afinal...
    Beijinho rainha mais linda u.u*

    Ps: Quando puderes vai ao teu tumblr. Ah e para o caso de não saberes, eu sou a "the-sweety-girl". Só para avisar, depois percebes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ia mesmo! Beijinhos rainha mais mais linda!!

      Ps.Já fui ao tumblr :D

      Eliminar

a vida é muito curta para guardares o que pensas só para ti!